Cenotes na Riviera Maya

postado em: Dicas, México, Todos os posts | 0

Os raios de sol passavam pelas copas das arvores e entravam na caverna, refletindo nas paredes de rocha calcária e penetrando na água cristalina, conferindo uma coloração azulada etérea ao ambiente.

Cenotes são cavidades naturais resultadas da dissolução e consequente colapso de rocha calcária. Na península de Yucatán, México, há centenas de anos eram usadas pelos Maias para sacrifícios humanos. O próprio termo “cenote” deriva da palavra maia ts’onot, que se refere a qualquer localidade com água subterrânea de fácil acesso.

Cenote Ik Kil, um dos cenotes mais famosos da Península de Yucatán
Cenote Ik Kil, um dos mais famosos da Península de Yucatán

Na chamada “Riviera Maya”, região entre as cidades de Playa del Carmen e Tulum, existem muitas dessas formações, que se convertem em verdadeiras piscinas naturais de água doce, ótimos atrativos tanto para turistas quanto para moradores locais, principalmente nos fins de semana. Se puder, vá durante a semana para evitar multidões!

 

Playa del Carmen, a cidade mais badalada da Riviera Maya

Para explorar essa região incrível do México, me baseei em em Playa del Carmen,  uma cidade festeira, banhada pelo paradisíaco mar caribenho e que, além das festas nas inúmeras boates, oferece muitas opções de atividades ao ar livre, comida deliciosa e muito alto astral.

Não se preocupe com as multidões e com o assédio dos vendedores de charutos falsos, pacotes turísticos, souvenires e drogas. Apesar do exagero turístico, Playa del Carmen é um lugar muito interessante, muito mais que a batida Cancún, e com alternativas bem mais baratas de hospedagem, alimentação e passeios.

Dali saem os colectivos, vans utilizadas principalmente pelos trabalhadores dos resorts que ficam entre Playa del Carmen e Tulum. O interessante desse transporte é o preço e o fato que podem te levar até as praias paradisíacas da região, como Akumal e Xpu-há e aos famosos cenotes. O preço da passagem vai de acordo com a distância percorrida, podendo variar de 20 e 50 pesos mexicanos.

Visitando os cenotes da Riviera Maya

Os cenotes mais visitados na região são o Cristalino, o Azul e o Jardin del Edén, que ficam a cerca de 30 minutos de Playa del Carmen, um do lado do outro. Na verdade, esse é um sistema de cenotes conectados por canais subterrâneos, por onde flui a água da chuva.

Cenote Jardín del Edén, um dos cenotes mais conhecidos da região
Cenote Jardín del Edén

Os colectivos partem da Calle 2 Norte, entre as Avenidas 15 e 20, assim que atingem a lotação máxima. Passageiros descem e sobem por toda a rota, e o motorista vai dizendo as paradas, perguntando quem desce, e cobrando os valores das passagens.

Todos os cenotes são pagos, a entrada varia de 80 a 100 pesos, e possuem máscaras de mergulho, snorkel e armários para alugar. Oferecem, incluído na entrada, banheiros e estacionamento.

Todos eles têm plataformas de onde se pode saltar até as águas refrescantes e cristalinas, cheias de peixes e de gente (no caso dos fins de semana).

Cenote Azul, um dos cenotes mais conhecidos da região
Cenote Azul no fim de semana

Outros cenotes

Como falar de cenotes e não falar no incrível Cenote Dos Ojos? Esse é, na minha opinião, o mais bonito deles e, não por acaso, o mais caro (a entrada custa 200 pesos).

Na verdade, como o próprio nome já diz, existem dois cenotes, denominados “olhos”, interligados pelo subterrâneo. São impressionantes as cores e os raios do sol refletindo na superfície da água transparente e nas paredes da caverna, o que cria um efeito quase etéreo ao ambiente.

Cheguei a fazer mergulho com cilindro no chamado “Primeiro Olho”. Uma experiência inigualável poder passar pelas galerias e salões submersos dessa maravilha geológica, onde só é possível enxergar com o uso de uma lanterna.

O efeito da luz e das sombras nas estalactites, estalagmites e colunas conferem um efeito fantasmagórico ao ambiente, o que é complementado pelo som astronáutico da respiração através do equipamento de mergulho.

Mergulhando com cilindro no Cenote Dos Ojos, um dos cenotes mais conhecidos da região
Mergulhando com cilindro no Cenote Dos Ojos

Outros cenotes interessantes são o Gran Cenote e o Encantado que, assim como o Dos Ojos, estão mais próximos de Tulum do que de Playa del Carmen, e que também valem muito a pena a visita.

Dicas

Compre um kit máscara e snorkel no Wallmart de Playa del Carmen. Fica mais barato que ficar alugando cada vez que se precisa e, acredite, você vai precisar bastante!

Vá de colectivo! De Playa del Carmen até os cenotes Azul, Cristalino e Jardin del Edén a passagem custa 30 pesos. Só diga ao motorista onde quer descer e ele pára na portaria do cenote. Para voltar, basta ir até a rodovia e dar sinal quando uma van aparecer. Elas passam frequentemente.

Aproveite para ir às praias de Xpu-háAkumal. Essa última especialmente interessante para nadar com as mansas tartarugas marinhas.

Praia de Xpu-Há, localizada próximo aos cenotes da região, entre Playa del Carmen e Tulum
Praia de Xpu-Há, que fica entre Playa del Carmen e Tulum
Curtiu? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Deixe uma resposta