Patagônia – Nos confins austrais da América

Gabriel no glaciar Perito Moreno
O espetacular glaciar Perito Moreno, próximo à cidade de El Calafate, na Patagônia argentina.

A Patagônia é uma região vasta, que abrange territórios de dois países, Argentina e Chile, incluindo imensidões selvagens com lagos azul-turquesa, vulcões fumegantes, florestas de faias e geleiras impressionantes. De Bariloche à Terra do Fogo, incluindo o Distrito dos Lagos, o Parque Nacional Los Glaciares e Torres del Paine, paisagens belíssimas, flora e fauna riquíssimas fazem qualquer visitante se apaixonar e querer voltar a esse destino inesquecível.

Trekkings espetaculares, esqui, pesca, cavalgada e escalada são algumas das muitas atividades que se pode realizar por ali. A área é imensa, e o viajante com tempo limitado precisa de um planejamento cuidadoso para poder aproveitar ao máximo.

Os pontos altos são: Ushuaia, a cidade mais austral do mudo, na Terra do Fogo; o Parque Nacional Los Glaciares, que inclui fascinantes picos gelados de granito; o Parque Nacional Torres del Paine, com seus lagos coloridos; o Distrito dos Lagos chileno; as pistas de esqui na região de San Carlos de Bariloche; e a observação de vida marinha na Península Valdéz. 

O melhor período é o verão, de dezembro a março, quando se tem acesso às trilhas de montanha e os dias são mais longos. Janeiro e fevereiro são meses movimentados, é aconselhável reservar hospedagem e transporte com antecedência. Em abril pode-se observar o espetáculo das cores do outono, mas o clima é mais instável. No inverno, muitas das melhores trilhas estão fechadas e os dias são mais curtos, no entanto, é a época certa para quem quer esquiar. A primavera (setembro e outubro) é uma boa época para observar a vida marinha no atlântico, especialmente as baleias na Península Valdez.

Alvorada no Cerro Torre, no Parque Nacional Los Glaciares.
Alvorada no impressionante Cerro Torre, no Parque Nacional Los Glaciares.[spacer height="20px"]

Ter altíssimas expectativas para uma viagem, e ainda assim tê-las superadas não é algo comum. Mas foi exatamente o que aconteceu comigo nessa, que foi uma das mais marcantes de todas. Apesar de não ter sido o primeiro mochilão independente, nunca antes havia me sentido tão livre, o mundo nunca me pareceu tão acessível antes disso!

Foram 19 dias incríveis! Fiz amizades marcantes, tive contato com cenários naturais belíssimos e vivi experiências verdadeiramente memoráveis! Passei pelas cidades de Ushuaia, El Calafate, El Chaltén e Puerto Natales, e pelos parques nacionais Tierra del Fuego, Los Glaciares e Torres del Paine.

A jornada começou no dia 31 de dezembro de 2014, quando cheguei a Ushuaia, a cidade mais austral do mundo, onde passei o melhor réveillon de todos, com pessoas que até então não conhecia, e que se tornariam grandes amigos; caminhei em regiões de paisagens deslumbrantes e visitei museus interessantíssimos. Depois voei até El Calafate, cidade charmosa, próxima ao fantástico glaciar Perito Moreno.

A trilha para o Cerro Martial, próximo à Ushuaia.
A trilha para o Cerro Martial, próximo à Ushuaia, a cidade mais austral do mundo.[spacer height="20px"]
El Chaltén, no coração do Parque Nacional Los Glaciares foi o destino seguinte. Considerada a
capital argentina do trekking, a região oferece trilhas memoráveis, nas quais se podem observar paisagens surreais, especialmente quando se tem disposição para passar alguns dias acampando e enfrentando temperaturas negativas (mesmo no verão!) para aproveitar mais e observar o nascer do sol em pontos estratégicos.

No Parque Nacional Torres del Paine, caminhei o chamado “Circuito W”, um trekking de 4 dias por paisagens deslumbrantes, passagens congelantes e ventos desequilibrantes! O clima ali, assim como em toda a patagônia, é imprevisível! Em um mesmo dia pode-se desfrutar um lindo céu azul sem nuvens mas, ao seguir a trilha, pegar uma nevasca com ventos que te atiram ao chão.

Voltei à El Calafate para fechar a viagem com chave de ouro e tomar o avião de volta pra casa, marcado para sempre por essa experiência incrível, e já ansioso pela próxima jornada!

Curtiu? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Deixe uma resposta